PT EN ES
Biovet

Imprensa

Quarta-feira, 05 de Dezembro de 2018 - 15:46

Você sabe como vermifugar um filhote? Aprenda aqui!

2018, imprensa,
Você sabe como vermifugar um filhote? Aprenda aqui!

Adotar um filhote pode ser um momento único e especial para os pet lovers. Afinal, a chegada de um pequeno traz uma energia nova para o lar, fazendo com que as brincadeiras, a inocência, a energia e a fofura deles contagie a todos.

Porém, a responsabilidade é muito maior, afinal, eles exigem cuidados redobrados. E um deles diz respeito a mantê-los longe dos vermes, mas você sabe como vermifugar um filhote?

Se tem dúvidas sobre o assunto, continue lendo e saiba mais. Ao final da leitura, você saberá exatamente o que fazer nesses casos, garantindo a saúde do seu bichinho.

Atenção redobrada para os filhotes

Os filhotes necessitam de atenção redobrada ao chegarem em um novo lar. Além de todas as adaptações a serem realizadas, como, por exemplo, evitar deixar fios expostos em caso de gatos, que tenderão a mordê-los, ou calçados próximos a cachorros jovens, é preciso atentar aos cuidados de saúde com eles.

Isso porque, como estão começando a vida, eles tendem a serem mais frágeis e, portanto, mais suscetíveis a problemas de saúde. Por isso, os cuidados devem ser redobrados.

Além disso, para que o crescimento do filhote seja saudável, é preciso que ele esteja pleno e com todas as condições de saúde em dia. Por exemplo, se uma verminose atrapalhar a absorção de nutrientes, o animal pode ter algumas dificuldades de desenvolvimento a longo prazo.

A importância da vermifugação

Com esse último exemplo, podemos ver que a vermifugação em filhotes é crucial para que ele cresça adequadamente e se torne um pet adulto saudável e feliz.

Principalmente se o seu animal veio de abrigos ou diretamente da rua, o cuidado com a vermifugação é essencial. Isso porque, nesses ambientes, devido às características precárias (muitos animais, no caso de abrigos, ou o contato com alimentos contaminados com vermes nas ruas), é normal que os filhotes venham com vermes em seu organismo — o que requer urgência no tratamento.

É importante lembrar que algumas verminoses também são transmissíveis entre mãe e filhote, seja no momento da amamentação, pelo leite ou na própria gestação.

E se você tem outros animais em sua casa, a vermifugação se torna essencial para evitar que o filhote contamine os demais. Além disso, algumas verminoses também são zoonoses, ou seja, são transmitidas para humanos, e um exemplo comum é a giárdia.

Outra também bastante comum e que afeta tanto animais quanto humanos é a ancilostomose, que pode ser transmitida pela pele, geralmente ao andar descalço em regiões contaminadas.

Fique atento, também, aos sintomas de presença de vermes no organismo do animal, tais como:

  • diminuição do apetite;
  • sangue nas fezes;
  • presença de vermes nas fezes;
  • mudança na textura das fezes;
  • perda anormal de peso;
  • fraqueza;
  • barriga distendida;
  • vômito;
  • começar a esfregar o bumbum no chão.

Ao aparecer algum desses sintomas, o pet lover deve levar o filhote para uma consulta com veterinário de confiança, verificando se o problema é mesmo uma verminose e, assim, realizar os tratamentos ou descartando outros problemas que também podem levar aos mesmos quadros.

Pelos sintomas apresentados, podemos perceber o quanto os parasitas afetam o sistema imunológico do animal. E, principalmente os filhotes, precisam ter cuidado para que isso não os afete, já que dependem de estarem bem de saúde para que possam se desenvolver adequadamente e se transformarem em lindos adultos saudáveis.

Em alguns casos, devido a extensão do problema, uma verminose mais severa pode ser até mesmo fatal para o filhote. Por isso, atenção redobrada!

Realizando a vermifugação em filhotes

Em primeiro lugar, é essencial que você saiba a data de nascimento (mesmo que aproximada) do filhote. Isso é importante para saber como controlar a medicação, sabendo o momento correto de dar o medicamento.

A primeira dose pode ser aplicada aos 15 dias após seu nascimento, segundo as especificações da bula do medicamento escolhido. As demais doses deverão ser aplicadas no primeiro mês e assim, seguir-se mensalmente, até o sexto mês de vida. Isso garante maior proteção e evita a reincidência do problema.

Após a fase adulta, ele pode ser aplicado em três doses anuais, segundo as estações:

  • dose de verão: janeiro a abril;
  • dose de inverno: maio a agosto;
  • dose de primavera: setembro a dezembro.

É importante ressaltar que os vermífugos são tanto terapêuticos (ou seja, eliminam os vermes presentes) quanto profiláticos (previnem que os parasitas se instalem no organismo do pet).

Porém, também é preciso tomar alguns outros cuidados para se certificar de que não haverá contaminação posterior, como:

  • controle de ambiente;
  • remoção de fezes imediatamente;
  • não permitir que os animais façam fezes em locais úmidos;
  • combata piolhos e pulgas, que também transmitem vermes.

Anote quando foi dada a primeira dose e se organize para aplicar as demais nos prazos certos, ou correrá o risco ter que lidar novamente com todos os problemas citados.

A importância de produtos de qualidade na hora de vermifugar seu pet

Escolher um produto de qualidade é essencial na hora de vermifugar seu pet. Você pode perceber que há uma série de produtos dessa espécie que estão disponíveis para venda. Porém, nem todos são recomendados ou farão o efeito desejado para seu animal.

Alguns protegem apenas contra as verminoses mais básicas, descartando outros problemas que também são graves e que, caso atinjam seu animal, podem causar uma série de problemas.

Lembre-se de adquirir o vermífugo indicado para a idade do seu animal e respeitar as doses recomendadas na bula do medicamento escolhido. É importante, também, conversar com seu médico veterinário, já que substâncias encontradas em alguns vermífugos (como a Ivermectina) podem ser fatais para algumas raças.

Muitas vezes, o mais recomendado para animais pequenos é o medicamento líquido, já que os comprimidos precisam ser fracionados em muitas partes e, assim, correm o risco de perder quantidades consideráveis de suas propriedades no processo.

Saber como vermifugar um filhote é importantíssimo para que os amantes dos pets possam oferecer o melhor para o crescimento e saúde dos bichinhos. E por isso a escolha do melhor medicamento é uma forma de amor e carinho para com eles.

Conheça a Linha Vermivet Filhotes, a mais indicada para seus pets que acabaram de chegar em sua casa e necessitam de todos os cuidados para crescerem saudáveis. Entre em contato com a gente e tire suas dúvidas sobre ela.

Blog Linha Vermivet
Deixe seu Recado