PT EN ES
Biovet

Imprensa

Terça-feira, 25 de Setembro de 2018 - 16:31

Dor em gatos: 5 sinais de que o seu bichinho não está se sentindo bem

2018, imprensa,
Dor em gatos: 5 sinais de que o seu bichinho não está se sentindo bem

Um dos maiores mitos sobre os felinos é que eles são criaturas frias e privadas de sentimentos. A razão pela qual isso acontece é a personalidade comumente discreta dos bichanos, que costumam ser bem mais contidos do que os cães. Essa, infelizmente, é uma das causas da dificuldade do diagnóstico da dor em gatos.

Misteriosos e mais caladões, os gatinhos normalmente demonstram seus sentimentos por meio do ronronar e das atitudes cotidianas. Ainda assim, muitos deles são introvertidos e reconhecer os sinais de dor pode ser um pouco complicado, especialmente quando não conhecemos quais são os sinais mais comuns.

Pensando nisso, preparamos uma lista com alguns dos mais comuns sintomas de dor em gatos. Com isso, você poderá perceber quando seu melhor amigo está com algum desconforto e fornecer, então, o melhor tratamento possível para resolver esse problema. Boa leitura!

1. Alterações no comportamento

Os gatinhos são naturalmente mais discretos, mas cada um deles tem uma personalidade completamente única e cativante. Enquanto uns são mais preguiçosos, outros adoram brincadeiras e estão sempre se movimentando.

Independentemente do grupo em que seu bichano se encaixa, é essencial observar a existência de mudanças comportamentais. Para um gato agitado, dormir muito pode ser um sinal de que algo está errado. O mesmo vale para uma agitação excessiva nos preguiçosos. Fique ligado!

2. Vocalização excessiva

Você sabia que na natureza os gatos raramente miam? É isso mesmo! Gatos selvagens ou ferais costumam ser muito silenciosos para evitar que os inimigos percebam a sua presença. Eles guardam as vocalizações para momentos muito específicos, como os rituais de acasalamento.

No ambiente doméstico, no entanto, não é incomum encontrar pets que adoram conversar com os seus tutores. Mesmo assim, uma vocalização excessiva (com miados que se assemelham a gritos ou choros) pode ser um indicativo de que alguma dor está presente.

3. Tendência a se esconder

A maioria dos bichanos tem uma toquinha ou uma caixa de papelão preferida, certo? Apesar disso, eles costumam interagir bastante com seus tutores, sempre ao seu modo bastante peculiar.

Por isso, gatos que passam a se esconder em locais que antes não eram frequentados por eles (como abaixo de móveis ou dentro de armários), especialmente ambientes de difícil acesso, podem estar sentindo dor e se escondendo por medo ou para se preservar.

4. Relutância em se movimentar

Salvo raras exceções, a maioria dos felinos adora saltar e estar em locais altos. Isso os deixa mais seguros e confortáveis. Além disso, as brincadeiras fazem parte do dia a dia deles e é o momento em que os instintos são exercitados.

Tendo isso em mente, é fácil perceber que gatos que passam a se movimentar com relutância podem estar sentindo alguma dor, especialmente nas articulações e nos ossos. Lembre que problemas como artrite ou artrose não são incomuns nos felinos, principalmente nos mais velhinhos.

5. Mudanças nos padrões alimentares

Seu gatinho é comilão ou leva um estilo de vida um pouco mais fit? Seja lá como for, a maioria dos pets adora comer e alguns inclusive costumam pedir para que os tutores mantenham a ração do potinho sempre fresca, não é mesmo?

Um dos sintomas mais comuns de dor nos bichanos é justamente a redução do apetite. Devido ao desconforto, muitos deles perdem a vontade de se alimentar e passam a recusar até mesmo os petiscos preferidos. Isso pode, inclusive, ser muito perigoso, já que os gatos não podem passar longos períodos sem alimentação, sob o risco de desenvolverem lipidose hepática.

Como podemos perceber, os sinais de dor em gatos são bastante sutis e podem passar despercebidos caso não os conheçamos. Por isso, é importante realizar consultas periódicas ao veterinário para garantir que tudo está certo com seu amigo e levá-lo ao médico caso note alguma mudança significativa.

Além disso, a vermifugação é uma importante aliada contra a dor em gatos, já que previne uma série de doenças muito sérias e que podem causar sérios desconfortos. Com apenas 3 doses anuais (divididas entre verão, inverno e primavera), seu pet tem chances maiores de estar sempre saudável e feliz!

Gostou deste artigo? Então, confira o nosso post sobre as principais verminoses em gatos e descubra como elas podem afetar a saúde dos bichanos. Boa leitura!

Linha Vermivet
Deixe seu Recado